Diferença entre a escritura e registro de um imóvel

15 de julho de 2020
Voltar

Compartilhe

Comprar um imóvel pode envolver diversas questões as quais não estamos acostumados, e muitas vezes nem mesmo entendemos, e isso pode acabar frustrando o comprador. Mas calma, estamos aqui para ajudar a fazer deste processo o mais simples possível! Por isso, no post de hoje falaremos sobre as diferenças entre a escritura e o registro de um imóvel, vamos lá?

Escritura

A escritura é o documento que demonstra a intenção de vender e comprar um imóvel. Quando esta compra é feita à vista, a escritura deve ser feita de imediato. E quando a compra e feita através de financiamento, o próprio contrato com o banco desempenha essa função.

Portanto, a escritura serve  para oficializar a as obrigações de negócio das duas partes, e tornar efetiva a vontade de realização da compra e da venda.

A escritura pode ser feita em qualquer cartório, sem a necessidade de ser  no mesmo município da localização do imóvel. Os valores das escrituras são diferentes para cada estado, e são fornecidos pelo próprio cartório. Além disso, um imposto sobre a transição de bens e imóveis deve ser pago.

Para obter a escritura de um imóvel, são necessários os seguintes documentos: RG, CPF e certidão de nascimento ou casamento, comprovantes de endereço e remuneração. Estes documentos são requeridos de ambas as partes e dos seus cônjuges caso forem casados. Além disso, é comum o requerimento das certidões negativas do imóvel para comprovação de que não há nenhuma pendência.

CLIQUE E VEJA: Escritura do imóvel, como e por que fazer?

Registro

Diferente da escritura, o registro do imóvel é o que define oficialmente o novo dono do imóvel. É com o registro que o imóvel passa a estar no nome do novo proprietário, que passará a assumir as despesas e impostos do imóvel.

O Cartório de Registro de Imóveis é quem emite o documento. É ele que vai armazenar todos os registros de imóveis da localidade. Além disso, cada imóvel conterá um número de matrícula, que é onde encontra-se todo o histórico daquele imóvel, inclusive antigos proprietários.

O registro é um documento que leva em torno de 30 dias para ser confeccionado. Se o imóvel for comprado à vista, deve-se apresentar a escritura, se for financiado, o contrato com o banco. Os valores cobrados também variam em cada estado, e dependem também do valor do imóvel.

Veja também: 6 fatores que influenciam no valor do imóvel.

Afinal, quais são as diferenças entre escritura e registo do imóvel?

Um documento não substitui o outro. A escritura servirá para formalizar a intenção de fazer negócio de ambas as partes, além de conceder a permissão de uso do imóvel, mesmo que você não seja oficialmente o dono. Você será reconhecido dono após o registro. Por isso, a escritura deve ser feita antes do registro, pois dessa forma a escritura formalizará o negócio, enquanto o registro oficializará seu proprietário.

É bom lembrar que estes documentos devem estar sempre em dia. Em caso de imprevistos são eles que tornam seu negócio muito mais seguro.

 

Nós sabemos que a compra e venda de imóveis pode ser bem confusa e burocrática para a maioria das pessoas. É muito importante que cada etapa seja seguida corretamente para evitar futuras dores de cabeça. Por esse motivo, não deixe de entrar em contato com a Imobiliária Guia, para que possamos te ajudar nesse processo. Nossa equipe conta com profissionais qualificados e mais de 30 anos de experiência no mercado!

Fique por dentro:

Não se preocupe, seu e-mail está completamente seguro com a gente!

Cadastro realizado!

Seus dados foram enviados com sucesso. Agradecemos o interesse.

Erro...

Infelizmente não pudemos registrar seu e-mail. Tente novamente mais tarde.

Preencha seus dados para que possamos entrar em contato.

Fale com a gente